DarkSide Books

Meu Amigo Dahmer

ESTUDANDO COM UM
SERIAL KILLER

Será possível identificar os traços de personalidade de um assassino antes mesmo que ele comece a matar? Imagine descobrir que um amigo seu de escola acabou se transformando num dos mais temidos serial killers do século? Essa é a história real que o quadrinista Derf Backderf relata na graphic novel MEU AMIGO DAHMER.

MEU AMIGO DAHMER, de Derf

LANÇAMENTO EM 28.06

PRÉ-VENDA NA SARAIVA PRÉ-VENDA NA AMAZON PRÉ-VENDA NA CULTURA

MEU AMIGO DAHMER traz o perfil do psicopata Jeff Dahmer quando este ainda era um aluno do ensino médio. O autor do livro foi seu colega de turma nos anos 1970, e conviveu com o futuro “canibal de Milwaukee” com uma intimidade que Dahmer talvez só viesse a compartilhar novamente com suas vítimas. Juntos, Derf e Dahmer estudaram para provas, mataram aula, jogaram basquete.

Os dois tomaram rumos diferentes, e Derf só voltaria a saber do amigo pelo noticiário, anos depois. Em 1991, os crimes de Jeffrey Dahmer vieram à tona: necrofilia, canibalismo e uma lista de pelo menos 17 mortos, entre homens adultos e garotos. O primeiro assassinato teria acontecido meses após a formatura no colégio.

MEU AMIGO DAHMER, HQ da DarkSide Books

Além de remexer nos seus velhos cadernos e álbuns de fotografia, Derf consultou seus amigos de adolescência, antigos professores, os arquivos do FBI e a cobertura da mídia após a descoberta de seus crimes antes de roteirizar MEU AMIGO DAHMER.

Muitos tinham histórias do garoto que costumava fingir surtos epilépticos, que exagerava na bebida antes mesmo de ir para a aula e que parecia ter uma fixação em dissecar os animais atropelados que encontrava perto de casa. Mas quem realmente poderia prever os caminhos sombrios pelos quais ele seguiria? Seria possível evitar tamanha tragédia? Leia e tente tirar suas próprias conclusões.

MEU AMIGO DAHMER, por Derf Backderf - DarkSide Books
MEU AMIGO DAHMER, por Derf Backderf - DarkSide Books

MEU AMIGO DAHMER, a história (em quadrinhos) antes da história, foi premiada no Festival de Angoulême, França, em 2014, e incluída pela revista Time como um dos cinco melhores livros de não ficção de 2012. A primeira HQ da coleção Crime Scene inaugura a publicação de histórias em quadrinhos, graphic novels e mangás pela DarkSide® Graphic Novel.

MEU AMIGO DAHMER, por Derf Backderf - DarkSide Books

“Uma história potente e contada de forma magistral. Backderf é habilidoso em usar
os quadrinhos para revelar o mundo adolescente bizarro e sinistro dos anos 1970.”
— ROBERT CRUMB —

“Este belo livro explora as origens do horrível assassino Jeffrey Dahmer.
Entre de cabeça e saia desolado.”
— JAMES ELLROY, AUTOR DE LOS ANGELES CIDADE PROIBIDA —

“Se quer uma história pesada sobre um adolescente perturbado,
Meu Amigo Dahmer certamente vai satisfazer as suas ânsias mais tenebrosas.
Mas este também é um livro que trata de várias outras coisas muito mais importantes: a bizarrice suburbana institucionalizada dos anos 1970, o que significa
ser amigo de uma pessoa de quem você não gosta, uma boa explicação
sobre o porquê das coisas terríveis que acontecem conosco
e como sentir simpatia por aqueles que aparentemente não merecem.”
— CHUCK KLOSTERMAN, AUTOR DE THE VISIBLE MAN —

“Atordoante. Horripilante. Feito com primor.”
— ALISON BECHDEL, AUTORA DE FUN HOME E VOCÊ É MINHA MÃE? —

“Quem abrir Meu Amigo Dahmer para satisfazer uma curiosidade mórbida
— e, da mesma forma, quem espera encontrar aqui não mais que uma
aposta editorial carregada no cinismo — está fadado a se decepcionar.
Sim, é uma leitura horripilante, não tanto pelo que revela sobre
a vida pregressa e triste (e inevitavelmente horrível) de Jeffrey Dahmer,
mas também pelo que mostra sobre o panorama emocionalmente insosso da
América profunda. [...] Existem muitos livros sobre as agonias e crueldades da
experiência adolescente na escola. No entanto, poucos nos levam de modo tão
convincente a este lugar sem alma, ou mostram como ele pode abrigar, deixar que
desenvolva e, ao mesmo tempo, ser totalmente cego a verdadeiras insanidades.
Não foi fácil ler este livro. Mas fico contente por tê-lo feito.”
— DAVID SMALL, AUTOR DA HQ CICATRIZES —

DarkSide - Graphic Novel

Autor
Tradutor
Especificações Técnicas
Derf Backderf vendeu seu primeiro cartum, um retrato nu de sua professora da sexta série, por dois dólares a um colega de classe que o utilizou para propósitos indescritíveis. Hoje ele é um dos mais lidos criadores de quadrinhos independentes. O artista e escritor, que trabalha em um estúdio não aquecido no sótão de sua casa em Cleveland, cresceu em uma pequena cidade rural em Ohio, experiência que inspirou suas graphic novels Trashed, Punk Rock & Trailer Parks e o best-seller internacional Meu Amigo Dahmer, que lhe rendeu um prêmio no Festival de Angoulême, França, em 2014, e foi adaptado para o cinema em 2017 pelo diretor Marc Meyers. Saiba mais em derfcity.com
Título | Meu Amigo Dahmer
Autor | Derf Backderf
Tradutora | Érico Assis
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 288 páginas, capa dura
Dimensões | 16 x 23 cm
ISBN | 978-85-9454-035-5
Lançamento e Capa | 28.06.2017, R$59,90
Adicione | Skoob - Goodreads

QUEM LEU SOBRE ESTE LIVRO, LEU TAMBÉM:

  • Fragmentos do Horror
  • Arquivos Serial Killers – Limited Edition
  • NOTURNO
  • Casos de Família

1 comentário

  • Reinaldo Seriacopi 16 de agosto de 2017

    Acabei a leitura de Meu amigo Dahmer e gostaria de parabenizar a editora pela escolha do título. Muito boa a Graphic Novel. E excelente a qualidade gráfica da obra. Vou querer acompanhar com atenção os próximos lançamentos de vocês.

    Respond

Publicar um texto de resposta





A cada página de um livro, a cada fase de um jogo, a cada calafrio, estaremos apostando sempre no escuro, no mágico, no inusitado e no novo. Go play! - O terror, a fantasia, o suspense, o mágico. A Editora DarkSide® apresenta o que há de mais interessante e instigante no universo sombrio da literatura, de ontem e de hoje. Todos os direitos reservados© DarkSide® Entretenimento Ltda. www.darksidebooks.com. Oh My gore! Keep Walking Dead. Estranhamente o medo nos cativa.