DarkSide Books

SÓ OS ANIMAIS SALVAM

Talvez os animais possam
nos dizer o que é ser humano

Nós, humanos, achamos que somos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo? SÓ OS ANIMAIS SALVAM é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada. Cada um de seus contos é uma fábula moderna — narrada pela alma de um animal envolvido em mais um dos incontáveis conflitos e guerras humanas ao longo do último século — e suas espantosas e formidáveis histórias de vida e morte.

Só os Animais Salvam

CONHEÇA AS FÁBULAS:

LEIA UMA DAS FÁBULAS AGORA NO SKOOB SARAIVA AMAZON

Em uma trincheira na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra, um gato recorda as façanhas teatrais de sua proprietária, a escritora, atriz, jornalista e mímica Colette. Um cachorro busca pela Iluminação budista durante a Alemanha nazista. Uma tartaruga russa que pertenceu a família de Tolstói acaba parando nas mãos de Virginia Woolf na Londres sob os bombardeios alemães na Segunda Guerra, antes de acabar na casa de George Orwell na época em que ele escrevia A Revolução dos Bichos e, mais tarde, participar da corrida espacial durante a Guerra Fria. Um urso faminto à beira da morte narra contos de fadas no cerco a Sarajevo, durante a guerra que desmantelou a Iugoslávia nos anos 1990. Um golfinho enviado ao Iraque pela Marinha americana escreve uma carta para a escritora Sylvia Plath...

Só os Animais Salvam

Escrito de maneira primorosa, ao mesmo tempo divertida e comovente, SÓ OS ANIMAIS SALVAM é uma notável façanha literária de uma das vozes mais interessantes da literatura contemporânea australiana.

Um formidável ponto de vista animal de nós, humanos, no que temos de pior, de mais violento e brutal, mas também de melhor, com nossa imaginação, criatividade, afeto e superação. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração em uma das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura.

Só os Animais Salvam

Ceridwen Dovey reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes. SÓ OS ANIMAIS SALVAM nos convida a questionar e procurar nosso caminho de volta à empatia, não apenas para com os animais, mas também com as outras pessoas. E a acreditar, uma vez mais, no poder e na força de redenção que apenas a ficção e a leitura têm nos mostrado ser capaz de alcançar.

HISTÓRIAS QUE FICAM
COM VOCÊ PARA SEMPRE

“Estas fábulas modernas são estranhas e concebidas com primor [...],
assombrosas e contemplativas [...], trágicas mas repletas de sabedoria,
abrindo uma janela para dentro de nós mesmos.”
— THE NEW YORK TIMES BOOK REVIEW —

“Só os Animais Salvam não simplifica nem sentimentaliza, mas abre caminhos
para o poderoso vínculo que temos com esses seres.”
— THE BOSTON GLOBE —

“Nestas fábulas emocional e filosoficamente conectadas, animais contam
sobre suas vidas e mortes tendo as guerras como o
grande elo. Dovey é um talento único.”
— STEPHEN ROMEI, THE AUSTRALIAN —

Só os Animais Salvam

“Os animais de Dovey leem, escrevem, pensam e, muitas vezes, nos conhecem mais do que nós mesmos. A mistura certa entre o belo e a melancolia.”
— SATURDAY PAPER —

“Dovey conseguiu criar uma inversão profunda onde paramos de observar para sermos observados. O resultado é desconcertante.”
— THE WEEKEND AUSTRALIAN —

“Uma obra de arte disfarçada em uma coleção de fábulas.”
— THE MONTHLY —

Só os Animais Salvam

“O livro de Dovey é uma obra antropológica, lírica, uma abordagem parcial, porém generosa, que transforma o significado dos animais na nossa imaginação literária.”
— SPECTRUM (THE SYDNEY MORNING HERALD) —

“Histórias peculiares, emolduradas por uma verdade histórica cruel. Leitura essencial.”
— LIBRARY JOURNAL —

“Repleto de conhecimento, sabedoria e beleza. Dovey deixa um rastro estranho e marcante em qualquer leitor.”
— RACHEL KUSHNER, AUTORA DE OS LANÇA-CHAMAS —

Autor
Tradutor
Especificações Técnicas
Ceridwen Dovey nasceu na África do Sul e foi criada entre este país e a Austrália. Estudou antropologia social em Harvard, período em que realizou Aftertaste, documentário sobre os trabalhadores nas vinícolas sul-africanas. Seu primeiro romance, Blood Kin, escrito enquanto vivia na Cidade do Cabo, foi publicado em quinze países e incluído pela US National Book Foundation na prestigiada lista “5 under 35”, que seleciona cinco estreias na ficção de autores com menos de 35 anos cuja obra deixa uma impressão duradoura no cenário literário. Só os Animais Salvam, seu segundo livro, ganhou o Readings New Australian Writing Award e o Steele Rudd Award (coletânea de contos) no 2014 Queensland Literary Awards. Ela mora com o marido e o filho em Sydney, Austrália. Saiba mais em ceridwendovey.com
Leandro Durazzo, antropólogo e tradutor, hoje vive próximo à praia no litoral potiguar. Lecionou antropologia na UFRN, viveu na capital portuguesa e peregrinou por algumas regiões do Oriente, sozinho e entre monges. Publicou os livros Tripitaka (poesia, Ed. Medita, 2014), Histórias do Córrego Grande (prosa, Ed. Katarina Kartonera, 2015), além de uma porção de textos poéticos ou narrativos, em revistas literárias e espaços virtuais. Trabalha com povos indígenas e religiões orientais, nem sempre ao mesmo tempo. Traduz para a DarkSide sob o sol do equador.
Título | Só os Animais Salvam
Autor | Ceridwen Dovey
Tradutora | Leandro Durazzo
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 240 páginas, capa dura
Dimensões | 14 x 21 cm
ISBN | 978-85-9454-032-4
Adicione | Goodreads | Skoob

QUEM LEU SOBRE ESTE LIVRO, LEU TAMBÉM:

  • A Guerra que Salvou a Minha Vida
  • Em Algum Lugar nas Estrelas
  • A Noiva Fantasma
  • The Kiss of Deception

1 comentário

  • indiadobrasil 27 de julho de 2017

    A primeira vista este livro se apresenta com imagens visualmente agradáveis em porções equilibradas exibindo a capa dura com detalhes em relevo e verniz ilustrado com a lua, estrelas, nuvens, pássaros e animais interligados por pontos demonstrando estarem em harmonia universal; Ao abrir o livro encontro a página florida com um mimo especial na dedicatória ao meu “Pet”, seguida de outras decoradas com pontos representando constelações ainda em formação, acrescentando o miolo impresso no papel pólen que suaviza a leitura, a linda fitinha azul marcadora de páginas e por fim as diversas informações de fontes literárias no final do livro.
    Com esta perspectiva analítica afirmo que desde a criação dos contos pela autora Ceridwen Dovey até a edição deste livro, tudo transcorreu na mais absoluta sintonia graças à sensibilidade e maestria da equipe técnica e editora ao elaborar algo tão especial.
    No início do livro com o conto “ALMA DE CAMELO” já me sinto envolvida pela trama desta viagem sombria pelo deserto repleto de culpas e medos. Em “ALMA DE GATA” a leitura se torna mais estimulante e inteligente abordando os pesares da guerra de uma forma original na narrativa da gata “Kiki-la-Doucette”. O conto da tartaruga foi o que mais me encantou me identificando com o desejo da tartaruga de uma total solidão, embora todos os contos sejam dignos de serem absorvidos lentamente desfrutando cada um como único e lastimando quando este termina deixando um desejo de quero mais; Ao final da última página, fechei o livro, examinei novamente os detalhes da capa, pós e contra capa, créditos dos participantes deste projeto e chegando ao primeiro conto recomecei esta deliciosa viagem nas narrativas destes incríveis personagens.
    Indiadobrasil2017

    Respond

Publicar um texto de resposta





A cada página de um livro, a cada fase de um jogo, a cada calafrio, estaremos apostando sempre no escuro, no mágico, no inusitado e no novo. Go play! - O terror, a fantasia, o suspense, o mágico. A Editora DarkSide® apresenta o que há de mais interessante e instigante no universo sombrio da literatura, de ontem e de hoje. Todos os direitos reservados© DarkSide® Entretenimento Ltda. www.darksidebooks.com. Oh My gore! Keep Walking Dead. Estranhamente o medo nos cativa.