X

CADASTRE-SE
ENTRE PARA A FAMÍLIA DARK

Receba em primeira mão novidades e promoções e concorra a kits exclusivos.

Primeira edição do Prêmio Machado DarkSide anuncia seus ganhadores

Palavras vivas nascem de outras. Enroscam-se. Desatam-se. Confundem-se. Perdem-se. E transformam-se em outras. Em outros sentimentos, em outras bocas, em outras prosas. Se tornam novas, se tornam suas. O importante da palavra é que ela viva.

A DarkSide® Books, primeira editora brasileira inteiramente dedicada ao terror, fantasia e suspense, junto aos seus parceiros mais que especiais e apoiadores da leitura em nosso país, anuncia nesta sexta-feira 13 os ganhadores do 1º PRÊMIO MACHADO DARKSIDE DE LITERATURA, QUADRINHOS E OUTRAS NARRATIVAS.

Com mais de cinco mil inscrições realizadas em um período de dois meses, a Comissão Avaliadora da editora chegou a um veredito para premiar criadores nacionais em cinco categorias com 100 mil reais, contratos editoriais, e um troféu dark muito especial. “O Prêmio Machado alcançou um número muito maior do que esperávamos e de enorme relevância dentro de um mercado em transformação”, diz Christiano Menezes, diretor editorial da casa.

Cada um dos 5849 inscritos trouxe ao mundo a sua verdade e expôs o seu coração, comprovando que a palavra vive, e que a arte no país ainda pulsa. A DarkSide Books agradece a todos que ajudaram a escrever um novo capítulo na história da nossa literatura.

OS VENCEDORES DO
1º PRÊMIO MACHADO DARKSIDE

Romance/Contos

PORCO DE RAÇA, POR BRUNO RIBEIRO

Uma distopia humana, sombria, visceral, potente, violenta, e repleta de horror. Na obra, acompanhamos um professor negro, falido, preso a uma cadeia de acontecimentos inescapáveis que o levam a uma jornada rumo a própria degradação física e psicológica, a partir do momento em que é capturado, confinado e obrigado a fazer parte de um ringue de lutadores formado por párias sociais digladiando-se a gosto de espectadores da alta social. Bruno Ribeiro (Campina Grande, PB) funde e distorce vários gêneros e subgêneros — da ficção pulp ao revisionismo histórico —, compondo um enredo que combina entretenimento com crítica social dura. Em meio a esse mapa movediço de gore, niilismo e visões estranhas, ainda oferece uma abordagem muito íntima e complexa sobre ancestralidade, legado, apagamento e racismo.

QUADRINHOS

AURORA, POR RAFAEL CALÇA E DIOX

Uma graphic novel sensível e emocionante que mostra as batalhas e conquistas de três gerações de mulheres de uma família. Conduzidas pela força e luta da avó, Aurora, que trabalha como empregada doméstica desde os 10 anos de idade, a história é feita de sorrisos, dores e dramas que transformarão os leitores de maneira poderosa, e foi inspirada nas jornadas pessoais das avós, mães e tias dos quadrinistas Rafael Calça e Diox (São Paulo, SP), que também se dedicaram arduamente para que os filhos pudessem estudar e conquistar uma vida melhor

OUTRAS NARRATIVAS

AS DORES DO PARTO, POR JESSICA GONZATTO

O projeto vencedor da categoria Outras Narrativas é o roteiro do curta-metragem de horror As Dores do Parto, de Jessica Gonzatto (São Paulo, SP). Com uma ambientação poderosa e personagens marcadas pelas decisões tomadas no passado, o curta aborda o lado sombrio da maternidade com elementos metafóricos e sensoriais para contar uma história de egoísmo, assassinato e manifestação da psique.

DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS

IMAGINÁRIOS PLURIVERSAIS, POR ISA E PÉTALA SOUZA

As irmãs Isa e Pétala Souza (São Paulo, SP), criadoras de conteúdo no Instagram @afrofuturas, pautadas na decolonialidade em contextos de raça, gênero, classe e representatividade e articuladoras do movimento #LeiaRepresentatividade, são as contempladas com a mentoria para expandir Imaginários Pluriversais: Narrativas Representativas na Ficção, um estudo que traz um panorama teórico para organizar e amadurecer os significados dos aspectos da representatividade na criação literária, construindo diálogos socialmente transformadores através da literatura.

NÃO FICÇÃO

O MONSTRO NO CINEMA, POR ALEX BARBOSA

Alex Barbosa (Itabuna, BA), doutor em Cinema, Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ apresentou um estudo aprofundado da figura do monstro no audiovisual, de suas origens ao cinema contemporâneo. A obra coloca a DarkSide ainda mais próxima do ambiente acadêmico que vem moldando novos profissionais fundamentais para a formação de uma nova geração de cineastas brasileiros de horror.

Menção Honrosa para
Influenciadores Literários

A DarkSide® Books e seus parceiros reconhecem a enorme importância de todos os influenciadores literários para o desenvolvimento da nova geração de leitores, e o 1º PRÊMIO MACHADO DARKSIDE contou com uma categoria especial para homenagear estes profissionais que ajudam a propagar o amor pelos livros.

A primeira edição do prêmio recebeu a inscrição de 240 influenciadores espalhados por todos os estados do país e a Comissão Avaliadora selecionou os 30 perfis inscritos mais atuantes para que o público pudesse escolher os seus favoritos. De 15 de outubro e 10 de novembro de 2020, os 30 finalistas da categoria receberam mais de 18 mil votos.

A Menção Honrosa do 1º PRÊMIO MACHADO DARKSIDE vai para: Adriana Cecchi, a Redatora de Merda; Milho Wonka e Lana Burns, do canal Freak TV; Pedro Pacífico, o @Book.ster do Instagram; Lucas Barros, do canal Fala, Lucas!; e Dayrel Teixeira de Azevedo, do perfil @FunkeirosCults, no Instagram. Os 5 influenciadores celebrados com a Menção Honrosa receberão um troféu do 1º PRÊMIO MACHADO DARKSIDE e uma surpresa caveirosa.