FRETE GRÁTIS A PARTIR DE R$ 149

Anna e o Balão + Brinde Exclusivo

Anna e o Balão + Brinde Exclusivo

Por: R$ 54,90

Preço a vista: R$ 54,90

Comprar
> book preview
> book trailer
MARCA:
ANO DE PUBLICAÇÃO:
ISBN:
978-85-66636-69-7

“HAROLD SCHECHTER SOU EU NO ESPELHO”

ILANA CASOY, ESPECIALISTA EM SERIAL KILLERS NO BRASIL

Gênero
Não-Ficção
Páginas
400
Idioma
Português
Formato
14x21cm
Peso
280g
Acabamento
Capa Dura
Corte
Colorido

ENTRE NA MENTE DOS PSICOPATAS -

O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein.

SOBRE O AUTOR +

PERGUNTE E VEJA OPINIÕES DE QUEM JÁ COMPROU

cadastre-se

entre para a família

FIQUE POR DENTRO E RECEBA NOVIDADES, PROMOÇÕES, KITS EXCLUSIVOS EM PRIMEIRA MÃO.

Anna esperava por aquele dia com ansiedade. Guardava as moedas que ganhava da mãe para tomar sorvete e comprar doces. Depois de alguns meses, quando juntou o suficiente, acordou cedo no dia seguinte, colocou três maçãs na mochila e saiu de casa. A razão? Um passeio de balão pelos céus de São Paulo. Mas esse não seria um passeio qualquer. Anna queria chegar perto das nuvens. Queria reencontrar o pai.

Anna e o Balão reúne o texto de Ferréz (autor de Capão Pecado) com a arte de Fernando Vilela (Lampião & Lancelote) — autores premiados e com olhar crítico em todas as manifestações artísticas — para contar uma bela história de luto e saudade, mas também de companheirismo, aprendizado e amor. Como afirma a protagonista, o pai a ensinou “a compreender e a se colocar no lugar do outro”, algo cada vez mais necessário e urgente nos dias de hoje.

Durante o passeio com o sr. Jacob, dono e condutor do balão, Anna rememora e homenageia o pai, narrando os bons momentos que passaram juntos, lembrando do que ele lhe ensinou, tentando abrandar a dor que sente. Através da palavra, da arte e da lembrança, Anna nos mostra que é possível, sim, apesar de toda a dor que se tenha, seguir em frente.

“Estou com esse balão há mais de dez anos e nunca deixei de me maravilhar com ele. Vamos entrar ali?”, convida o sr. Jacob, para quem a capacidade de se maravilhar é fundamental para nunca nos esquecermos da força e do poder que o amor tem.