Só os animais salvam

Só os animais salvam

5% de Descontono boleto

+ infos
> book preview
> book trailer
MARCA:
ISBN:
978-85-66636-69-7

“HAROLD SCHECHTER SOU EU NO ESPELHO”

ILANA CASOY, ESPECIALISTA EM SERIAL KILLERS NO BRASIL

Gênero
Não-Ficção
Páginas
400
Idioma
Português
Formato
14x21cm
Peso
280g
Acabamento
Capa Dura
Corte
Colorido

ENTRE NA MENTE DOS PSICOPATAS -

O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein.

SOBRE O AUTOR +

O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move – e o que pode deter – assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose, de Alfred Hitchcok), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria? As respostas estão no livro da editora DarkSide® Books: SERIAL KILLERS: ANATOMIA DO MAL, dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. Escrito por Harold Schechter – que pesquisa o tema há mais de três décadas e já publicou, inclusive, a biografia de Ed Gein, Deviant (1998) -, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia. Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, SERIAL KILLERS: ANATOMIA DO MAL abrange desde a criação do termo serial killer no início do Século XX (conforme exibido na série MINDHUNTER, da Netflix) até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música e literatura). Com clareza, ritmo e muita informação, Harold Schechter traça perfis psicológicos impressionantes de criminosos que desafiaram a polícia, viraram notícia e continuam a nos assombrar nas telas da TV e do cinema. Além de Ed Gein, a galeria de personagens sinistros inclui o cannibal Jeffrey Dahmer, que chegou a matar e devorar uma pessoa por semana no verão de 1991; a ex-prostituta Aillen Wuornos (inspiração para o filme Monster), que, depois de confessar seis assassinatos, pediu para ser condenada à morte para interromper a matança; o assassino Zodíaco (cuja verdadeira identidade é desconhecida até hoje); Charles Manson, o lunático que comandou o assassinato da atriz Sharon Tate em um ritual macabro; e Green River Killer, principal assassino de prostitutas da história, só capturado pela polícia com a ajuda de outro serial killer. Em SERIAL KILLERS: ANATOMIA DO MAL você vai descobrir como eles matam e por que matam. Por prazer, dor, amor ou desespero. Por conta de famílias disfuncionais e infâncias perturbadoras. Em nome do demônio ou para o jantar… Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro fundamental para quem se apaixonou por MINDHUNTER, CSI, Dexter, Criminal Minds e para quem acompanha o canal Discovery Investigation e quer entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos. Sem dúvida, oriundos de um sociedade que precisa repensar urgentemente como cicatrizar essas feridas abertas.

Produtos vistos recentemente





A linha editorial que ama a nona arte.

CADASTRE-SE.
ENTRE PARA A FAMÍLIA

FIQUE POR DENTRO E RECEBA NOVIDADES, PROMOÇÕES, KITS EXCLUSIVOS EM PRIMEIRA MÃO.

Especificações de Produto

Publicação2017
Edição
SubtítuloTALVEZ OS ANIMAIS POSSAM NOS DIZER O QUE É SER HUMANO
AutorDOVEY, CERIDWEN
ISBN9788594540324
Frase de ImpactoEstas fábulas modernas são estranhas e concebidas com primor [...], assombrosas e contemplativas [...]
Autor FraseTHE NEW YORK TIMES BOOK REVIEW
Título DescriçãoTALVEZ OS ANIMAIS POSSAM NOS DIZER O QUE É SER HUMANO
Sobre o AutorCeridwen Dovey nasceu na África do Sul e foi criada entre este país e a Austrália. Estudou antropologia social em Harvard, período em que realizou Aftertaste, documentário sobre os trabalhadores nas vinícolas sul-africanas. Seu primeiro romance, Blood Kin, escrito enquanto vivia na Cidade do Cabo, foi publicado em quinze países e incluído pela US National Book Foundation na prestigiada lista “5 under 35”, que seleciona cinco estreias na ficção de autores com menos de 35 anos cuja obra deixa uma impressão duradoura no cenário literário. Só os Animais Salvam, seu segundo livro, ganhou o Readings New Australian Writing Award e o Steele Rudd Award (coletânea de contos) no 2014 Queensland Literary Awards. Ela mora com o marido e o filho em Sydney, Austrália.

Detalhes do Produto

Peso280
Páginas240
Formato14x21
AcabamentoCapa Dura
GêneroFicção
IdiomaPortuguês
CorteSem pintura

Review 1

Review Descrição 1Só os Animais Salvam não simplifica nem sentimentaliza, mas abre caminhos para o poderoso vínculo que temos com esses seres.
Review Autor 1THE BOSTON GLOBE

Review 2

Review Descrição 2Nestas fábulas emocional e filosoficamente conectadas, animais contam sobre suas vidas e mortes tendo as guerras como o grande elo. Dovey é um talento único.
Review Autor 2STEPHEN ROMEI, THE AUSTRALIAN

Review 3

Review Descrição 3Os animais de Dovey leem, escrevem, pensam e, muitas vezes, nos conhecem mais do que nós mesmos.
Review Autor 3SATURDAY PAPER

Review 4

Review Descrição 4Dovey conseguiu criar uma inversão profunda onde paramos de observar para sermos observados. O resultado é desconcertante.
Review Autor 4THE WEEKEND AUSTRALIAN

Review 5

Review Autor 5THE MONTHLY
Review Descrição 5Uma obra de arte disfarçada em uma coleção de fábulas.

Vídeo e BookPreview

Book Preview
Nós, humanos, achamos que somos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo? SÓ OS ANIMAIS SALVAM é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada. Cada um de seus contos é uma fábula moderna — narrada pela alma de um animal envolvido em mais um dos incontáveis conflitos e guerras humanas ao longo do último século — e suas espantosas e formidáveis histórias de vida e morte.

CONHEÇA AS FÁBULAS:

Em uma trincheira na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra, um gato recorda as façanhas teatrais de sua proprietária, a escritora, atriz, jornalista e mímica Colette. Um cachorro busca pela Iluminação budista durante a Alemanha nazista. Uma tartaruga russa que pertenceu a família de Tolstói acaba parando nas mãos de Virginia Woolf na Londres sob os bombardeios alemães na Segunda Guerra, antes de acabar na casa de George Orwell na época em que ele escrevia A Revolução dos Bichos e, mais tarde, participar da corrida espacial durante a Guerra Fria. Um urso faminto à beira da morte narra contos de fadas no cerco a Sarajevo, durante a guerra que desmantelou a Iugoslávia nos anos 1990. Um golfinho enviado ao Iraque pela Marinha americana escreve uma carta para a escritora Sylvia Plath...

Escrito de maneira primorosa, ao mesmo tempo divertida e comovente, SÓ OS ANIMAIS SALVAM é uma notável façanha literária de uma das vozes mais interessantes da literatura contemporânea australiana.

Um formidável ponto de vista animal de nós, humanos, no que temos de pior, de mais violento e brutal, mas também de melhor, com nossa imaginação, criatividade, afeto e superação. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração em uma das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura.

Ceridwen Dovey reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes. SÓ OS ANIMAIS SALVAM nos convida a questionar e procurar nosso caminho de volta à empatia, não apenas para com os animais, mas também com as outras pessoas. E a acreditar, uma vez mais, no poder e na força de redenção que apenas a ficção e a leitura têm nos mostrado ser capaz de alcançar.